enCRUZilhada
Seja bem vindo à enCRUZilhada!

Cadastre-se e/ou faça o login para poder comentar.

A leitura é livre em todas as áreas do fórum.

Neocatecumenato

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Neocatecumenato

Mensagem por Renan em Qua 6 Abr - 14:42

Você conhece o neocatecumenato? Já ouviu falar? Já participou?
É muito natural as pessoas acharem alguns ritos e jeitos esquisitos deste grupo. Particularmente, nunca participei de nada do caminho, mas conheço algumas pessoas e já tive vários amigos. É difícil de aprender sobre este movimento sem participar dele ou é impressão minha?
Já me perguntaram sobre vários abusos litúrgicos que dizem a mim que eles praticam. É difícil dizer sem conhecer, mas sobre a missa Romana os ritos são claros.

Você sabe alguma coisa sobre o caminho neocatecumenal? Já ouviu falar dos tais "ritos estranho"?
Imagino que este tópico desviará um pouco para liturgia, mas não há problema, o foco é falar sobre o movimento.
Particularmente gosto muito do gênero musical.

Obs.: Estou criando um tópico para crescermos, não para criticarmos.

Spoiler:
Essa seção de outras paróquias e movimentos está devagar, mas ainda tenho fé de que teremos muitos irmãos para escrever aqui.

Abraços...

__________________________________________________________________________________________________
O amor não pratica o mal contra o próximo.
Portanto, o amor é o pleno cumprimento da lei. (Rm 13,10)

Servo do Rei.
avatar
Renan
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR

Mensagens : 629
Reputação : 41
Data de inscrição : 12/03/2011

http://encruzilhada.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por Cátia em Qua 6 Abr - 15:20

Eu também tenho curiosidade de conhecer melhor sobre a origem/história, princípios/filosofia, entre outras coisas.

Abraço
avatar
Cátia
Novo Membro
Novo Membro

Mensagens : 3
Reputação : 0
Data de inscrição : 06/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por Fhillipe Fhelps em Qua 6 Abr - 18:02

Bom... já tive contato com o Neocatecumenato!
Tenho amigos bem próximos que fazem parte do caminho.

Falando sério, não gostei muito da celebração que participei.
Os ritos são todos diferentes, até a comunhão é diferente! Na hora de comungar, vai passando um grande pedaço de pão para todos os presentes, todo mundo retira um pedaço de pão, come e passa a frente. Juntamente com o pão, vai passando um cálice com vinho para toda a assembléia, onde todos tomam um gole.
No final da missa, todos se reunem e fazem uma roda de mãos dadas, cantando músicas (que parecem mexicanas) e girando em torno do altar, parecendo aquelas rodas gregas. Todos dançando e cantando com as mãos entrelaçadas.
Já fui em um casamento do neocatecumenato e não consegui gostar. Acho que tinham um 6 violeiros, todos cantando músicas desconhecidas e tudo é acústico, nenhum instrumento é ligado em algum tipo de som.

Enfim... meus comentários são meramente superficiais. Percebam que não falei nada sobre liturgia, porque faz muito tempo que eu fui, nem consigo lembrar de muita coisa. Mas é uma questão de gosto e não consigo me desvincular da missa tradicional.
avatar
Fhillipe Fhelps
Articulador
Articulador

Mensagens : 314
Reputação : 16
Data de inscrição : 19/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por André Luiz Botelho em Qua 6 Abr - 18:27

Na cidade onde eu morava, o Neo era totalmente fechado, só podia entrar pessoas convidadas, suas celebrações tb eram fechadas e pessoas de fora não podiam participar. Nunca vi uma missa ser de porta fechada, nem em retiro pago.

Aqui em BSB, não tive contato com ninguém do Neo, tb não fui atrás, assim não sei dizer nada além daquilo que ouvi da boca de outras pessoas. Gostaria muito de conhecer mais sobre o assunto.
avatar
André Luiz Botelho
Articulador
Articulador

Mensagens : 346
Reputação : 1
Data de inscrição : 21/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por manoela em Ter 3 Maio - 14:51

Tbm tenho curiosidades sobre este movimento.. Se alguém puder esclarecer-nos será bastante válido!! =)

manoela
Novo Membro
Novo Membro

Mensagens : 3
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/05/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por Wayner Lima em Ter 3 Maio - 17:02

Olá gente, acho que posso ajudar um pouco a esclarecer algumas duvidas. Minha namorada, a irmã dela, e alguns de meus amigos fazem parte do Caminho. Eu tambem iniciarei minha caminhada no Neocatecumenato em breve. Bom, não sei muito, mas ja participei de algumas missas com uma comunidade da Paróquia Nossa Senhora Consolata, na 913 (se não me engano) e li brevemente o estatuto.
Assumo que o Caminho gera um estranhamento no inicio, mas depois que se conhece a impressão muda. Eu mesmo não gostava muito... rsrsrs. Bom, estou a disposição para responder as perguntas que eu souber, e se não souber consulto os amigos que saibam.

Paz e Bem!
avatar
Wayner Lima
Novo Membro
Novo Membro

Mensagens : 1
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/05/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por andrebisinoto em Qui 5 Maio - 23:32

Temos de lembrar só de ver os frutos pra saber se a árvore é boa ou má.

Não conheço muito, mas tenho a impressão de ver frutos de fé e conversão entre pessoas que frequentam o Neo. Todos os movimentos têm lá os seus defeitos e qualidades, algumas coisas nós estranhamos, mas acho (rs) que foi o Espírito Santo quem inspirou.

Abraços
avatar
andrebisinoto
Membro
Membro

Mensagens : 63
Reputação : 10
Data de inscrição : 22/03/2011

http://gentedefe.com/nocolodamae

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por cayo em Seg 9 Maio - 12:11

não conheço muito sobre o neocatecumenato, mas na Paróquia São Paulo apóstolo tem um número de participantes bem grande!! eu nunca perguntei para uma amiga minha o que se procede nos encontros que eles fazem, mas nas celebrações que eles fazem, na maioria delas todos vão muito arrumados, como se fosse alguma festa chique. Parece ser algo fechado também os encontros deles. Mas nas missas paroquiais eles são muito ativos.

cayo
Membro
Membro

Mensagens : 53
Reputação : 3
Data de inscrição : 21/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por Fabão em Seg 6 Jun - 14:52

Pessoal, estava lendo sobre o Neocatecumenato hoje.

Seguem dois links:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Caminho_neocatecumenal
http://www.camminoneocatecumenale.org/new/default.asp?lang=pt
avatar
Fabão
Membro
Membro

Mensagens : 47
Reputação : 12
Data de inscrição : 04/04/2011

http://www.fabaonacontramao.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por Douglas.psadm em Seg 5 Dez - 8:32

Bom dia,
Olha que honra, esse é meu primeiro post!!! Very Happy
Não posso dizer que conheço tudo sobre o Neocatecumenato, ou conhecido como o
caminho, mas posso contribuir um pouco.
Faço parte da primeira comunidade do Santos Dumont, o que me atraiu no começo
para participar foi a música, então você vai se aprofundado e começa a conhecer
cada vez mais e a gostar de tudo.
Todas as pessoas que participam se conhecem bem, pois o grupo é o mesmo desde o
começo das catequeses, ( É necessário fazer primeiro as catequeses, que
dura em média 2 meses para começar a "caminhar.) todos acabam criando um
vinculo e isso contribui muito para que tudo seja bem feito e com o empenho de
todos da comunidade.
A Eucaristia é muito linda, você se sente muito proximo de tudo. E realmente
para conhecer bem, tem que participar, só lendo não é o suficiente, mas de uma
coisa eu digo com toda a certeza, vale a pena! E vale muito a pena.


Wink

Douglas.psadm
Novo Membro
Novo Membro

Mensagens : 1
Reputação : 0
Data de inscrição : 24/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Caminho Neocatecumenal

Mensagem por Yzaak em Qui 22 Dez - 16:47

Boa tarde à todos!!!



Não costumo responder à fóruns e/ou coisa do gênero, porém esse me chamou muito atenção. Meu nome é Yzaak, estou no caminho neocatecumenal ha mais ou menos 22 anos, tenho 37 de idade, sou casado, não sou teólogo, apenas um neocatecumeno, já sofremos perseguição de tudo e todo o lado, pelo Sr. Monfort, pelo Pe. Zoffoli, pelo Card. Arinze e etc, porém o Servo de Deus o Papa João Paulo II, celebrou inúmeras vezes para nós em Porto San Giorggio; todas solicitações e/ou orientações feitas por Bento XVI foram de imediato acolhidas de bom grado! Porém muita gente ainda continua a nos "odiar", um dos nossos amigos aqui respondeu "vamos ver os frutos", muitas ordenações sacerdotais, matrimônio reconstruidos e vivendo em plenitude a Humanae Vitae e a Familaris Consortio; missionários em toda Africa, Oriente e até no Afeganistão, acredito que sem Cristo tudo isso não seria possível. O rito da nossa eucaristia é muito parecido com o Ambrosiano, porém como vivemos em um país com apenas 500 anos de tradição, pensamos que o Catolicismo se resume única e exclusivamente no Rito Romano, mas não é uma riqueza sem fim a nossa Igreja e o incrível de tudo é como o Espirito Santo, sempre impulsiona a Igreja e viver melhor o seu tempo; foi assim na Contra Reforma com o concílio de Trento, vários outros posso citar, porém me detenho no Concílio Vaticano II, tanto o nosso movimento (Neocatecumenato) como os Focolares, a Renovação Carismática, Canção Nova, Opus Dei, e vários outros que ajudam a impulsionar a Igreja para um dia em definitivo entrarmos na Jerusalém Celeste!!! Se tens curiosidade de saber como funcionamos, faça a catequese em sua paróquia (aberto a todos!!!) e caminhe um tempo, mas não fique no "achismo" isso tem feito muito prejuízo a nossa Santa Mãe Igreja, a história tá aí para comprovar que não estou mentindo!!!



A paz a todos e um santo Natal.



Yzaak

Yzaak
Novo Membro
Novo Membro

Mensagens : 1
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por RafaelSousa em Qua 28 Dez - 16:12

Olá. Atualmente sou de uma comunidade Neocatecumenal. Conheço alguns catequistas deste movimento e a maior parte dos meus amigos são deste movimento igualmente.

Qual a dúvida de vocês sobre o movimento? É só sobre a liturgia?

Abraços


Última edição por RafaelSousa em Qua 25 Jan - 19:19, editado 2 vez(es)
avatar
RafaelSousa
Membro
Membro

Mensagens : 42
Reputação : 7
Data de inscrição : 27/12/2011

http://incordejesu.0sites.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

RE: Neocatecumenato

Mensagem por JuhninhofCN em Qua 28 Dez - 17:00

Ola Rafael!

Uma Alegria te-lo por aqui! Será enriquecedor!

Eu e algumas outras pessoas com quem converso temos basicamente as mesmas dúvidas!

Porque o movimento é tão siglizo?
Porque parecem ser tão afastados dos demais movimentos da paróquia?
Porque não se pode conhece-lo sem participar das catequeses?


Basicamente são esses....existem outros, mas não sei se referem ao movimento em si, ou a pessoas que conheço do movimento que tem tais posturas!

Mas acho que essas são as mais básicas que escuto.

Reconheço as graças e os frutos que o movimento traz para a igreja! Mas o vejo longe da unidade com as outras atividades que não pertencem ao movimento!

Obrigado pela disposição em esclarecer.

avatar
JuhninhofCN
Membro Fiel
Membro Fiel

Mensagens : 137
Reputação : 8
Data de inscrição : 23/03/2011

http://twitter.com/JuhninhoPHN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por RafaelSousa em Qua 28 Dez - 18:04

JuhninhofCN escreveu:Ola Rafael!

Uma Alegria te-lo por aqui! Será enriquecedor!

Muito obrigado Juninho! =)

JuhninhofCN escreveu:Eu e algumas outras pessoas com quem converso temos basicamente as mesmas dúvidas!

Porque o movimento é tão siglizo?

Veja, o movimento em si não é sigiloso não. Mas suas etapas o são. Para entender isto, preciso mostrar algo da história da Igreja.

No início do cristianismo, todos os recém-convertidos precisavam passar por um caminho de preparação para de fato receberem o batismo e se chamarem "cristãos". Este caminho era chamado de catecumenato. Assim nos diz São Hipólito de Roma (o mais importante teólogo romano do século III) em sua obra "Tradição Apostólica":

"Os catecúmentos devem escutar a Palavra por três anos. Se algum deles for dedicado e atencioso, não lhe será considerado o tempo: somente o seu caráter, e nada mais, será julgado. Cessando o catequista a instrução, rezarão os catecúmenos em particular, separados dos fiéis. As mulheres, sejam elas catecúmenas ou fiéis, permanecerão rezando em particular em qualquer parte da igreja. Ao concluírem as orações, ainda não darão a paz porque o seu ósculo ainda não será santo. Os fiéis, porém, saudar-se-ão, reciprocamente: os homens aos homens e as mulheres às mulheres; os homens não deverão saudar as mulheres. Estas devem cobrir a cabeça com um manto que não seja feito de linho, pois este tipo não serve para cobrir [a cabeça]. Após a prece, o catequista imporá as mãos sobre os catecúmenos, rezará e os dispensará; não importa se é clérigo ou leigo: aquele que prega a doutrina deve assim agir. Se um catecúmeno for preso por causa do nome do Senhor, não deve se desesperar: se sofrer violência e morrer antes de ter recebido o perdão de seus pecados, será justificado por ter experimentado o batismo em seu sangue".

Estas catequeses aos recém-convertidos eram longas. Duravam anos. Para saber como eram estas catequeses em detalhes, indico a leitura de "Catequeses Mistagógicas" de São Cirilo de Jerusalém (século IV). Mas basicamente, estas catequeses explicavam os mistérios de Deus aos recém-convertidos.

Bem, com a conversão de Constantino, o império romano INTEIRO se converteu. Então tornou-se impraticável este modelo de catequização. Hoje a catequese (que temos em nossas paróquias) faz esse trabalho de catequisação que o caminho catecumenal fazia antes.

Porém este modelo está mostrando sua fragilidade perante o mundo de hoje. Hoje vemos a completa dessacralização no mundo e o modelo que temos hoje não consegue fazer frente a isto. O mundo não mais reconhece o Sagrado.

O Caminho Neocatecumenal busca retomar este caminho catecumenal. Busca voltar as tradições de catequisação de antes.

Retornando a linha de raciocínio anterior, as etapas são sigilosas porque não convém que as pessoas saibam das coisas antes de ter a maturidade necessária. Assim é necessário que a pessoa vá sendo formada para que vá alcançando coisas mais altas. Entende?

Eu mesmo não sei de quase nada das etapas mais avançadas. Mas hoje percebo que isso não é ruim.

JuhninhofCN escreveu:Porque parecem ser tão afastados dos demais movimentos da paróquia?

Eu concordo em partes com você. Um irmão meu de comunidade fez este questionamento ao Padre Ederivaldo (que é um dos nossos catequistas). Ele disse que nessas fases mais iniciais, a pessoa realmente só vive em comunidade. Nada além disso. Depois ela começa a receber formação e depois só trabalha para a Igreja. E isso das mais diversas formas: Missionário, Catequista, Acólito, etc.

Então essa impressão é normal se ter. Mas não é que estamos afastados. Mas sim que estamos numa fase que não podemos fazer muito por enquanto.

Claro que existem exceções. Mas a maior parte das pessoas que entram no caminho tem um fé infantil ainda. Por isso é necessário este caminho.

JuhninhofCN escreveu:Porque não se pode conhece-lo sem participar das catequeses?

Acho que a resposta anterior responde essa.

JuhninhofCN escreveu:Basicamente são esses....existem outros, mas não sei se referem ao movimento em si, ou a pessoas que conheço do movimento que tem tais posturas!

Mas acho que essas são as mais básicas que escuto.

Reconheço as graças e os frutos que o movimento traz para a igreja! Mas o vejo longe da unidade com as outras atividades que não pertencem ao movimento!

Obrigado pela disposição em esclarecer.


De nada. Qualquer dúvida, pode perguntar. Caso eu saiba responder, responderei.

Abraços
avatar
RafaelSousa
Membro
Membro

Mensagens : 42
Reputação : 7
Data de inscrição : 27/12/2011

http://incordejesu.0sites.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

RE: Neocatecumenato

Mensagem por JuhninhofCN em Ter 3 Jan - 17:45

Grato pelos esclarecimentos! De fato ajudaram bastante na percepção do movimento.

Por desconhecer e não estar diretamente evolvido não concordo com tanto ocultismo no movimento, mas é uma questão pessoal.

Outra afirmação que já ouvi de praticamente todas as pessoas que conversei do movimento é que só se deve casar com alguém que pertence ao Neo Catecumenato, o que também me causou estranheza.
Uma das pessoas chegou a dizer que seria como casar com alguém de outra religião pela diferente vivência. Creio que seja radicalismo pensar assim, pois defendemos a mesma fé, cremos nos mesmos preceitos e comungamos o mesmo Cristo!
Isso é apenas um exemplo de algumas colocações que parecem que são distantes dos demais movimentos mesmo após anos de caminhada.

Outra pergunta: Porque se recusam a participar também da Eucaristia aos Domingos juntamente com a comunidade e só participam da celebração específica do movimento aos sábados? (Existem os que participam aos Domingos com certeza, mas não me parece a maioria)

Não é minha intenção julgar se é bom ou não o movimento, Mas justamente por ser um movimento tão fechado, sinto que gera todos essas inquietações no coração, são dúvidas colocadas não só por mim, mas por pessoas que também tiveram proximidade com os participantes do Neo Catecumenato.

Perdão qualquer colocação que seja longe da verdade do movimento, como disse são apenas impressões e questionamentos. Sou totalmente ignorante no assunto.

Paz e Bem
avatar
JuhninhofCN
Membro Fiel
Membro Fiel

Mensagens : 137
Reputação : 8
Data de inscrição : 23/03/2011

http://twitter.com/JuhninhoPHN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por RafaelSousa em Qua 4 Jan - 14:50

JuhninhofCN escreveu:Grato pelos esclarecimentos! De fato ajudaram bastante na percepção do movimento.

Que bom. Fico feliz! No que eu puder ajudar, estou aqui.

JuhninhofCN escreveu:Por desconhecer e não estar diretamente evolvido não concordo com tanto ocultismo no movimento, mas é uma questão pessoal.

Veja, o caminho não é "ocultista". Sei que você não usou esta palavra num sentido ruim. Mas estritamente, o ocultismo busca desvendar os mistérios do universo, da natureza, da humanidade e do sobrenatural. Assim, existem religiões ocultistas hoje como wika (estes se denominam bruxas e bruxos, wikas ou neo-pagãos), satanismo, gnóstica, etc.

O Caminho NeoCatecumenal não é ocultista. O fato de como se dão as etapas não serem publicamente reveladas não é ocultismo. É zelo!

Como mostrei, isso era algo já praticado no início do Cristianismo que com o tempo se perdeu. Apenas para se ter uma idéia de como eram duras as coisas no início da Igreja, sabia que não eram todos que podiam participar da iniciação cristã? Dependendo da profissão que se tivesse, nem se podia entrar nas catequeses iniciais. Se o aspirante a ser cristão fosse homossexual, já era cortado também (imagina se isso existisse hoje? Os bispos iam presos! rsrsrsrsrsrs). Veja esse relato de São Hipólito de Roma (século III):

"Deve-se interrogar, também, a respeito dos trabalhos e ocupações exercidos por aqueles que se apresentam para ser instruídos. Aquele que possui prostíbulo: desista ou seja recusado. O escultor ou pintor: seja ensinado a não produzir ídolos, isto é, cesse ou seja recusado. O ator que representa no teatro: cesse ou seja recusado. O pedagogo: é bom que cesse, ensinando somente se não possuir outra habilitação. O cocheiro competidor e os que freqüentam espetáculos de luta: cessem ou sejam recusados. O gladiador, o treinador de gladiadores, o bestiário e os empresários de lutas gladiatórias: cessem ou sejam recusados. O sacerdote ou guardião de ídolos: abandone-os ou seja recusado. O soldado que recebe o poder de matar: não matará ninguém, mesmo se isto lhe for ordenado, nem prestará juramento. Se não concordar, seja recusado. O que possui poder de gládio e o magistrado da cidade, que se reveste de púrpura: renunciem ou sejam recusados. O catecúmeno e o fiel que desejam se tornar soldados: sejam recusados por desprezarem a Deus. A prostituta, o pervertido, o homossexual e qualquer outro que pratiquem atos indizíveis: sejam recusados por serem impuros. O mágico: não deve ser apresentado para o interrogatório. O feiticeiro, o astrólogo, o adivinho, o intérprete de sonhos, o charlatão, o ilusionista e o fabricante de amuletos: renunciem ou sejam recusados. A concubina, se for escrava do amante, se tiver educado os filhos e se tiver unido apenas a esse homem: pode ouvir a Palavra; caso contrário, seja recusada. Aquele que possuir uma concubina: renuncie a ele e receba uma mulher conforme a Lei; se não o quiser, seja recusado. Se tivermos omitido algo, as próprias ocupações dirão [se são ou não permitidas], pois todos nós temos o Espírito de Deus." (Tradição Apostólica, Parte II)

Então não concordo quando você diz que o movimento é ocultista. Ele não o é. Mas com certeza não se ensina as coisas para os que não tem perseverança e que não se mantêm a caminhar rumo a fé adulta. O caminho te ensina na medida que a comunidade vai avançando nas etapas. Assim, não existe individualismo. A comunidade avança junta. A comunidade busca a união e a fé adulta. É por isso que hoje o caminho neocatecumenal é o movimento que mais dá sacerdotes, missionários, diáconos, consagrados, religiosos, etc. para a Igreja Católica. Porque você só chega ao fim com uma fé adulta e apaixonado pela Igreja e por Cristo.

O caminho ensina a ver as coisas de Deus nas coisas mínimas do dia-a-dia. Te ensina a ver a mão de Deus na piores coisas que acontecem contigo e com os que estão ao seu redor.

Existem famílias inteiras (famílias missionárias) que se botam a serviço da Igreja. Eles vão para onde o Papa quiser. Geralmente são enviados nos lugares mais difíceis de se evangelizar. Não sei se vocês sabem mas o Papa mandou mais de 100 famílias do Caminho para a Índia para evangelizar pelo modo de viver. O Papa enviava sacerdotes e eles eram perseguidos e mortos. Por isso ele enviou as famílias. Porque é mais fácil para uma família de leigos ir para um país que persegue os que usam hábito ou clergyman.

O Papa está usando muito as famílias missionárias do Caminho NeoCatecumenal. "Com efeito, ao longo destes anos pudestes realizar muitas coisas, e numerosas
vocações ao sacerdócio e à vida consagrada nasceram no interior das vossas
comunidades. Hoje, todavia, dirigimos a nossa atenção particularmente às
famílias. Mais de duzentas delas estão prestes a ser enviadas em missão;
trata-se de famílias que partem sem grandes ajudas humanas, mas que contam em
primeiro lugar com a assistência da Providência divina. Prezadas famílias, com a
vossa história vós podeis dar testemunho do facto que o Senhor não abandona
quantos confiam nele" (DISCURSO DO PAPA BENTO XVI AOS MEMBROS DO CAMINHO NEOCATECUMENAL,Sala Paulo VI,Quinta-feira, 12 de Janeiro de 2006).

Estas família partem sem nada para o país. Lá, se não me engano, o único trabalho deles é anunciar a palavra de Deus. O resto é com a providência divina. E olha que nenhuma família missionária do caminho passou qualquer necessidade até hoje...

Sei que você não usou a palavra "ocultista" numa intenção ruim. Só quis esclarecer que "ocultismo" não é a denominação para o caminho.

JuhninhofCN escreveu:Outra afirmação que já ouvi de praticamente todas as pessoas que conversei do movimento é que só se deve casar com alguém que pertence ao Neo Catecumenato, o que também me causou estranheza.
Uma das pessoas chegou a dizer que seria como casar com alguém de outra religião pela diferente vivência. Creio que seja radicalismo pensar assim, pois defendemos a mesma fé, cremos nos mesmos preceitos e comungamos o mesmo Cristo!
Isso é apenas um exemplo de algumas colocações que parecem que são distantes dos demais movimentos mesmo após anos de caminhada.

Olha, isso não é regra do caminho não. Aliás, conheço por volta de 20 casais (casados) que apenas um dos cônjuges é do caminho neocatecumenal. Conheço de vista também uma menina da Nossa Senhora da Esperança (Paróquia que minha comunidade neocatecumenal está) que vai casar com um rapaz que não é do caminho neocatecumenal. Definitivamente isto não é uma regra do caminho neocatecumenal.

Mas eu percebo isso em alguns membros do caminho também. Alguns se acham isolados do resto da Igreja. Alguns chegam ao absurdo de insinuar (nunca vi abertamente declarado... mas insinuações) que o caminho é necessário para a salvação.

Óbvio que isso é um absurdo e não é ensinado pelo caminho.

Aliás, este tipo de pessoas é comum a todos os movimentos. Já vi pessoas dizendo coisas semelhantes também na Renovação Carismática Católica (quem nunca ouviu dizer que se não tiver carismas, não se salva? ou que se não nascer da água e do espírito, deturpando o que esta passante realmente diz, não pode se salvar?). Veja que se você pegar o ensinamento oficial da RCC, não diz absolutamente nada disso. Isso é ensinamento pessoal de algumas pessoas do movimento. O mesmo acontece no Caminho neocatecumenal.

O que o caminho busca é o regresso as tradições apostólicas. Somente isso. =)

"El enfoque que se da en el Camino neocatecumenal se basa en el
kerygma inicial, seguido por un serio proceso de iniciación bajo la
guía de la Iglesia (obispos, párrocos y catequistas) en pequeñas
comunidades y con las debidas etapas de iniciación cristiana. De
esta forma el catecumenado le propone un recorrido a quien se inicia,
enseñándole a aplicar la Palabra a su propia vida" (SYNODUS EPISCOPORUM BOLETÍN, XII ASAMBLEA GENERAL ORDINARIA DEL SÍNODO DE LOS OBISPOS, 5-26 de OCTUBRE 2008).

JuhninhofCN escreveu:Outra pergunta: Porque se recusam a participar também da Eucaristia aos Domingos juntamente com a comunidade e só participam da celebração específica do movimento aos sábados? (Existem os que participam aos Domingos com certeza, mas não me parece a maioria)

Neste ponto eu concordo totalmente contigo. Esse é um ponto que eu brigo muito com todos do caminho. O que já ouvi de justificativa é que o Código de Direito Canônico permite que a missa de preceito seja assista no dia anterior (Cân. 1248 § 1). Isto é uma verdade. E é verdade que o Papa permitiu que os neocatecumenos assistam a missa no Sábado a noite. Mas ele também pediu que ao menos uma vez por mês os neocatecumenos assistam também a missa de Domingo, afinal, o Domingo continua sendo o dia do Senhor... ("O domingo é o “Dies Domini”, como quis ilustrar o servo de Deus o Papa
João Paulo II, na carta apostólica sobre o Dia do Senhor. Por isso, o
Caminho Neocatecumenal deve dialogar com o bispo diocesano para que se
reflita também no contexto das celebrações litúrgicas o testemunho da
integração na paróquia das comunidades do Caminho Neocatecumenal. Ao
menos um domingo ao mês as comunidades do Caminho Neocatecumenal devem
portanto participar da santa missa junto com a comunidade paroquial." Carta da Congregação para o Culto Divino ao Caminho Neocatecumenal.)

Enfim, essa é uma briga que eu também estou...

JuhninhofCN escreveu:Não é minha intenção julgar se é bom ou não o movimento, Mas justamente por ser um movimento tão fechado, sinto que gera todos essas inquietações no coração, são dúvidas colocadas não só por mim, mas por pessoas que também tiveram proximidade com os participantes do Neo Catecumenato.

Perdão qualquer colocação que seja longe da verdade do movimento, como disse são apenas impressões e questionamentos. Sou totalmente ignorante no assunto.

Paz e Bem

Espero ter ajudado!

Grande abraço Juninho!


Ps1: Eu também já tive todas essas impressões antes de conhecer melhor este movimento. Então fique a vontade para questionar. Se eu conseguir responder, eu respondo. Caso contrário, deixo para o Yzaak que conhece o movimento bem melhor que eu! =)
avatar
RafaelSousa
Membro
Membro

Mensagens : 42
Reputação : 7
Data de inscrição : 27/12/2011

http://incordejesu.0sites.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por JuhninhofCN em Qui 5 Jan - 0:41

Obrigado Rafa!

Tem ajudado bastante a entender o movimento!! Tem sido muito enriquecedor mesmo!!!!

As minhas principais dúvidas foram esclarecidas!! Sou realmente grato por isso!!

Agora uma dúvida Litúrgica!

Participei de uma Celebração da Eucaristia..e se você ou o Yzaak puderem esclarecer agradeço.

Por que não se ajoelha na consagração?
Por que todos comungam ao mesmo tempo e o Vinho é passado de pessoa em pessoa? Não é arriscado?
Por que as danças em volta do altar após a Celebração?

Como só participei de uma a alguns anos atras não sei se é sempre dessa forma ou existem outras formas!

Obrigado tem me ajudado bastente!!

Abração!
avatar
JuhninhofCN
Membro Fiel
Membro Fiel

Mensagens : 137
Reputação : 8
Data de inscrição : 23/03/2011

http://twitter.com/JuhninhoPHN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por RafaelSousa em Sex 6 Jan - 23:40

JuhninhofCN escreveu:Obrigado Rafa!

Tem ajudado bastante a entender o movimento!! Tem sido muito enriquecedor mesmo!!!!

As minhas principais dúvidas foram esclarecidas!! Sou realmente grato por isso!!

Que bom Juninho! Foi um prazer.

JuhninhofCN escreveu:Agora uma dúvida Litúrgica!

Participei de uma Celebração da Eucaristia..e se você ou o Yzaak puderem esclarecer agradeço.

Por que não se ajoelha na consagração?

Não tenho idéia. Sei que no rito de Pio V (missa tridentina) também não se ajoelha. Mas não acho que isso do caminho tenha vindo do Rito Tridentino não... Yzaak, você sabe essa?

JuhninhofCN escreveu:Por que todos comungam ao mesmo tempo e o Vinho é passado de pessoa em pessoa? Não é arriscado?

Olha, não sei como era antes, mas hoje recebe-se o pão consagrado e já se comunga. Não se espera os outros não.

Sobre o vinho, também não sei como era antes. Mas hoje passam diáconos com o cálice. Aí, se você estiver apto (sem pecado mortal), você pode beber do sangue também.

Depois das mudanças litúrgicas que o Papa ordenou, algumas coisas mudaram. Essa questão da comunhão que você levantou foi uma das coisas que mudou... Veja só a mesma carta que citei antes sobre a comunhão:

"5. Sobre o modo de receber a Santa Comunhão, dá-se ao Caminho
Neocatecumenal um tempo de transição (não mais de dois anos) para passar
do modo atual de receber a Santa Comunhão em suas comunidades
(sentados, ao redor de uma mesa preparada no centro da Igreja em lugar
do altar dedicado no presbitério) ao modo normal para toda a Igreja de
receber a Santa Comunhão. Isto significa que o Caminho Neocatecumenal
deve caminhar para o modo previsto nos livros litúrgicos para a
distribuição do Corpo e Sangue de Cristo" (Carta da Congregação para o Culto Divino ao Caminho Neocatecumenal).

JuhninhofCN escreveu:Por que as danças em volta do altar após a Celebração?

Pelo que me lembro no "retiro" (chama-se convivência) de formação de comunidade, me disseram que a dança é pela alegria de Cristo ter ressuscitado. É como se cada Eucaristia fosse uma páscoa! Assim é uma alegria para todos Cristo ter vencido a morte. "Este Jesus vós o amais, sem o terdes visto; credes nele, sem o verdes ainda, e isto é para vós a fonte de uma alegria inefável e gloriosa" (1Pedro 1, Cool. "Mas Deus o ressuscitou, rompendo os grilhões da morte, porque não era possível que ela o retivesse em seu poder" (Atos 2, 24).

Assim, a dança é uma celebração pela alegria da Páscoa, presente hoje e sempre.

JuhninhofCN escreveu:Como só participei de uma a alguns anos atras não sei se é sempre dessa forma ou existem outras formas!

Obrigado tem me ajudado bastente!!

Abração!

Grande abraço
avatar
RafaelSousa
Membro
Membro

Mensagens : 42
Reputação : 7
Data de inscrição : 27/12/2011

http://incordejesu.0sites.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por JuhninhofCN em Qui 12 Jan - 1:06

Usaram como argumento comigo contra o Neo Catecumenato a seguinte citação!

a citação do Documento do Papa Gregório XVI, a Carta Encíclica Mirari Vos:

“6. Reprovável seria, na verdade, e muito alheio à veneração com que se devem acolher as leis da Igreja, condenar, somente por néscio capricho de opinião, a doutrina que foi por ela sancionada, na qual estão contidas a administração das coisas sagradas, a regra dos costumes e dos direitos da Igreja, a ordem e a razão dos seus ministros, ou então acoimá-la de oposicionista a certos princípios de direito natural, julgando-a deficiente e imperfeita, ou ainda sujeitando-a à autoridade civil.
Constando, com efeito, como reza o testemunho dos Padres do Concílio de Trento (Sess. 13, dec. de Eucharistia in proœm.), que a Igreja recebeu sua doutrina de Jesus Cristo e dos seus Apóstolos, e que o Espírito Santo a está continuamente assistindo, ensinando-lhe toda a verdade, é por demais absurdo e altamente injurioso dizer que se faz necessária uma certa restauração ou regeneração, para fazê-la voltar à sua primitiva incolumidade, dando-lhe novo vigor, como se fosse de crer que a Igreja é passível de defeito, ignorância ou outra qualquer das imperfeições humanas (Ep. 52, edit. Baluz.). Pensem, pois, os que tal supõem, que somente ao Romano Pontífice como atesta São Leão, tem sido confiada a constituição dos cânones; e que somente a ele, que não a outro, compete julgar dos antigos decretos dos cânones, medir os preceitos dos seus antecessores para moderar, após diligente consideração, aquelas coisas, cuja modificação é exigida pela necessidade dos tempos (Ep. ad. episc. Lucaniae)

Alguém pode comentar?!
Sublinhei as linhas que me intrigaram!


avatar
JuhninhofCN
Membro Fiel
Membro Fiel

Mensagens : 137
Reputação : 8
Data de inscrição : 23/03/2011

http://twitter.com/JuhninhoPHN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por RafaelSousa em Qua 10 Out - 11:19

JuhninhofCN escreveu:Usaram como argumento comigo contra o Neo Catecumenato a seguinte citação!

a citação do Documento do Papa Gregório XVI, a Carta Encíclica Mirari Vos:

“6. Reprovável seria, na verdade, e muito alheio à veneração com que se devem acolher as leis da Igreja, condenar, somente por néscio capricho de opinião, a doutrina que foi por ela sancionada, na qual estão contidas a administração das coisas sagradas, a regra dos costumes e dos direitos da Igreja, a ordem e a razão dos seus ministros, ou então acoimá-la de oposicionista a certos princípios de direito natural, julgando-a deficiente e imperfeita, ou ainda sujeitando-a à autoridade civil.
Constando, com efeito, como reza o testemunho dos Padres do Concílio de Trento (Sess. 13, dec. de Eucharistia in proœm.), que a Igreja recebeu sua doutrina de Jesus Cristo e dos seus Apóstolos, e que o Espírito Santo a está continuamente assistindo, ensinando-lhe toda a verdade, é por demais absurdo e altamente injurioso dizer que se faz necessária uma certa restauração ou regeneração, para fazê-la voltar à sua primitiva incolumidade, dando-lhe novo vigor, como se fosse de crer que a Igreja é passível de defeito, ignorância ou outra qualquer das imperfeições humanas (Ep. 52, edit. Baluz.). Pensem, pois, os que tal supõem, que somente ao Romano Pontífice como atesta São Leão, tem sido confiada a constituição dos cânones; e que somente a ele, que não a outro, compete julgar dos antigos decretos dos cânones, medir os preceitos dos seus antecessores para moderar, após diligente consideração, aquelas coisas, cuja modificação é exigida pela necessidade dos tempos (Ep. ad. episc. Lucaniae)

Alguém pode comentar?!
Sublinhei as linhas que me intrigaram!



Claro que eu poderia comentar. Em primeiro lugar é bom que se leia TODA a Encíclica do Papa Gregório XVI. Esta Encíclica fala do LIBERALISMO. Nesta época começava a predominar o pensamento liberalista, que já estava forte na Europa.

O liberalismo prega a liberdade do indivíduo em todos os campos. Ou seja, o indivíduo é livre para fazer o que quiser (desde que não vá contra a lei) e seguir qualquer ideologia que quiser. Assim, os imperadores e reis da época já não seguiam as determinações do Papa. As pessoas já não seguiam as palavras da Igreja. Alguns chegam a falar que esta época foi pior que o Iluminismo para a Igreja. Veja que tudo isto trouxe modificações profundas na sociedade como um todo. Quem hoje escuta o Papa???

Assim nos diz a Encíclica Mirari Vos:

"Em verdade, triste e com o coração dolorido, dirigimo-Nos a vós, a quem vemos cheios de angústia, ao considerar a crueldade dos tempos que fluem para com a religião que tanto estremeceis. Na verdade, poderíamos dizer que esta é a hora do poder das trevas para joeirar como o trigo, os filhos de escol (Lc 22,53); 'a terra ficou infeccionada pelos seus habitantes, porque transgrediram as leis, mudaram o direito, romperam a aliança eterna' (Is 24,5). Referimo-Nos, Veneráveis Irmãos, aos fatos que vedes com vossos próprios olhos e todos choramos com as mesmas lágrimas. A maldade rejubila alegre, a ciência se levanta atrevida, a dissolução é infrene. Menospreza-se a santidade das coisas sagradas, e o culto divino, que tanta necessidade encerra, não é somente desprezado, mas também vilipendiado e escarnecido. Por esses meios é que se corrompe a santa doutrina e se disseminam, com audácia, erros de todo gênero. Nem as leis divinas, nem os direitos, nem as instituições, nem os mais santos ensinamentos estão ao abrigo dos mestres da impiedade."

"Combate-se tenazmente a Sé de Pedro, na qual pôs Cristo o fundamento de sua Igreja; forçam-se e rompem-se, momentaneamente, os vínculos da unidade. Impugna-se a autoridade divina da Igreja e, espezinhados os seus direitos, é submetida a razões terrenas; com suma injúria, fazem-na objeto do ódio dos povos, reduzindo-a a torpe servidão. O clamoroso estrondo de opiniões novas ressoa nas academias e liceus, que contestam abertamente a fé católica, não já ocultamente e por circunlóquios, mas com guerra cura e nefária; e, corrompidos os corações dos jovens pelos ensinamentos e exemplo dos mestres, cresceram desproporcionadamente o prejuízo da religião e a depravação dos costumes. Por isso, rompido o freio da religião santíssima, somente em virtude da qual subsistem os reinos e se confirma o vigor de toda potestade, vemos campear a ruína da ordem pública, a desonra dos governantes e a perversão de toda autoridade legítima; e a origem de tantas calamidades devemos buscá-la na ação simultânea daquelas sociedades, nas quais se depositou, como em sentina imensa, quanto de sacrilégio, subversivo e blasfemo acumularam a heresia e a impiedade em todos os tempos."

O ponto que você citou diz uma coisa imutável: A doutrina da Igreja e seus costumes são válidos para ontem, hoje e sempre! Que a doutrina é eterna porque foi passada por Deus que é eterno. Ora, não é o que tantos concílios como de Trento, Vaticano I, etc. ensinam?

Assim nos diz o Concílio Vaticano I:
1832. Esta Santa Sé sempre tem crido que no próprio primado Apostólico que o Romano Pontífice tem sobre toda a Igreja, está também incluído o supremo poder do magistério. O mesmo é confirmado também pelo uso constante da Igreja e pelos Concílios Ecumênicos, principalmente aqueles em que os Orientais se reuniam com os Ocidentais na união da fé e da caridade.

1833. Assim, os Padres do IV Concílio de Constantinopla, seguindo o exemplo dos antepassados, fizeram esta solene profissão da fé: "A salvação consiste antes de tudo em guardar a regra da fé verdadeira. [...]. E como a palavra de Nosso Senhor Jesus Cristo que disse: Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja [Mt 16,18] não pode ser vã, os fatos a têm confirmado, pois na Sé Apostólica sempre se conservou imaculada a religião católica e santa a doutrina. Por isso, não desejando absolutamente separar-nos desta fé e desta doutrina, [...] esperamos merecer perseverar na única comunhão pregada pela Sé Apostólica, na qual está sólida, íntegra e verdadeira a religião cristã".

1834. E os gregos, com a aprovação do II Concílio de Lião, professaram "que a Santa Igreja Romana goza do supremo e pleno primado e principado sobre toda a Igreja Católica, primado que com verdade ela reconhece humildemente ter recebido, com a plenitude do poder, do próprio Jesus Cristo, na pessoa de S. Pedro, príncipe dos Apóstolos, de quem o Romano Pontífice é sucessor; e assim com a Igreja Romana, mais do que as outras, deve defender a verdadeira fé assim também, quando surgirem questões acerca da fé, cabe a ela o defini-las".

1835. E finalmente o Concílio de Florença definiu "que o Romano Pontífice é o verdadeiro vigário de Cristo, o chefe de toda a Igreja, o pai e o doutor de todos os cristãos; e que a ele conferiu Nosso Senhor Jesus Cristo, na pessoa de S. Pedro, o pleno poder de apascentar, reger e governar a Igreja".

1836. Com o fim de satisfazer a este múnus pastoral, os nossos predecessores empregaram sempre todos os esforços para propagar a salutar doutrina de Cristo entre todos os povos da Terra, vigiando com igual solicitude que, onde fosse recebida, se guardasse pura e sem alteração. Pelo que os bispos de todo o mundo, quer em particular, quer reunidos em sínodos, seguindo o velho costume e a antiga regra da Igreja, têm referido a esta Sé Apostólica os perigos que surgiam, principalmente em assuntos de fé, a fim de que os danos da fé se ressarcissem aí, onde a fé não pode sofrer quebra. E os Pontífices Romanos, conforme lhes aconselhavam a condição dos tempos e as circunstâncias, ora convocando Concílios Ecumênicos, ora auscultando a opinião de toda a Igreja dispersa pelo mundo, ora por sínodos particulares ou empregando outros meios, que a Divina Providência lhes proporcionava, têm definido como verdade de fé [tudo] aquilo que, com o auxílio de Deus, reconheceram ser conforme com a Sagrada Escritura e as tradições apostólicas. Pois o Espírito Santo não foi prometido aos sucessores de S. Pedro para que estes, sob a revelação do mesmo, pregassem uma nova doutrina, mas para que, com a sua assistência, conservassem santamente e expusessem fielmente o depósito da fé, ou seja, a revelação herdada dos Apóstolos. E esta doutrina dos Apóstolos abraçaram-na todos os veneráveis Santos Padres, veneraram-na e seguiram-na todos os santos doutores ortodoxos, firmemente convencidos de que esta cátedra de S. Pedro sempre permaneceu imune de todo o erro, segundo a promessa de Nosso Senhor Jesus Cristo feita ao príncipe dos Apóstolos: Eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, uma vez convertido, confirma os teus irmãos [Lc 22, 32].

1837. Foi, portanto, este Dom da verdade e da fé, que nunca falece, concedido divinamente a Pedro e aos seus sucessores nesta cátedra, a fim de que cumprissem seu sublime encargo para a salvação de todos, para que assim todo o rebanho de Cristo, afastado por eles do venenoso engodo do erro, fosse nutrido com o pábulo da doutrina celeste, para que assim, removida toda ocasião de cisma, e apoiada no seu fundamento, se conservasse unida a Igreja Universal, firme e inexpugnável contra as portas do inferno.

1838. Mas, como nestes nossos tempos, em que mais do que nunca se precisa da salutífera eficácia do ministério apostólico, muitos há que combatem esta autoridade, julgamos absolutamente necessário afirmar solenemente esta prerrogativa que o Filho Unigênito de Deus dignou-se ajuntar ao supremo ofício pastoral.

1839. Por isso Nós, apegando-nos à Tradição recebida desde o início da fé cristã, para a glória de Deus, nosso Salvador, para exaltação da religião católica, e para a salvação dos povos cristãos, com a aprovação do Sagrado Concílio, ensinamos e definimos como dogma divinamente revelado que o Romano Pontífice, quando fala ex cathedra, isto é, quando, no desempenho do ministério de pastor e doutor de todos os cristãos, define com sua suprema autoridade apostólica alguma doutrina referente à fé e à moral para toda a Igreja, em virtude da assistência divina prometida a ele na pessoa de São Pedro, goza daquela infalibilidade com a qual Cristo quis munir a sua Igreja quando define alguma doutrina sobre a fé e a moral; e que, portanto, tais declarações do Romano Pontífice são por si mesmas, e não apenas em virtude do consenso da Igreja, irreformáveis.

1840. [Cânon]: Se, porém, alguém ousar contrariar esta nossa definição, o que Deus não permita, - seja excomungado.

Assim o Papa Gregório XVI continua na Encíclica defendendo os valores imutáveis da Igreja como celibato, matrimônio, condenação da rebeldia dos governantes (liberalismo político), etc.

Mas veja que o caminho neocatecumenal não busca nenhuma reforma. O caminho neocatecumenal busca uma volta as origens. Mas creio que você não tenha percebido o que isso de fato significa.

Buscar as origens significa incutir o zelo com as leis de Deus no povo como outrora com uma evangelização diferenciada do modelo atual. Uma evangelização que busca catequizar o povo num caminho, num itinerário, em que aprendam a doutrina da Igreja a medida que evoluem neste caminho até que, no fim, sejam reconhecidos como cristãos. Exatamente como era realizado no início da Igreja.

Ora, a forma de como se evangelizar NÃO FAZ PARTE dos dogmas da Igreja. Por isso que hoje existem tantas formas distintas de evangelizar (a chamada nova evangelização). A própria Canção Nova segue um desses novos caminhos.

Assim, este trecho nada tem a ver com o Caminho NeoCatecumenal. O Caminho Neocatecumenal não diz que a Igreja se perdeu e que deveria retornar a Igreja primitiva porque este movimento sabe que a Igreja primitiva É a Igreja Católica. Assim, retornar a Igreja primitiva nada mais é que retornar ao seio da Igreja Santa Católica Apostólica e Romana. =)

Os trechos que você sublinhou foram escritos contra "teólogos" liberais da época que reinterpretavam os cânones dos sagrados Concílios e diziam que a Igreja precisava mudar (ou evoluindo ou regredindo) segundo a suposta interpretação mais correta x ou y. Assim o Papa Gregório XVI deixa claro que a interpretação dos cânones SOMENTE SE DÁ pelo Papa. Nem mesmo um Bispo pode ir contra alguma interpretação legítima do Papa quando este se pronuncia ex-cathedra. E o Caminho neocatecumenal jamais questionou ou foi contra isso. =)

Abraços a todos
avatar
RafaelSousa
Membro
Membro

Mensagens : 42
Reputação : 7
Data de inscrição : 27/12/2011

http://incordejesu.0sites.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Catecumenato

Mensagem por zecky em Qui 13 Nov - 20:54

Olá, muitas pessoas questionam sobre o caminho neo-catecumenal, realmente é difícil de explicar a melhor coisa é a pessoa ir fazer uma experiência, eu estou iniciando no caminho, confesso que estou gostando muito. Outra coisa que se ouve por ai, é que o catecumenato é um grupo fechado, toda pessoa pode participar desde que primeiro faça um preparação(catequese básica), que dura uns dois meses, então vc já esta no caminho. Vale a pena fazer um teste... não tem nada de anormal nas celebrações, que aliás são lindas e tem muitos cantos que são salmos tirados da Bíblia, fica o convite....Abraço...rsrs....

zecky
Novo Membro
Novo Membro

Mensagens : 1
Reputação : 0
Data de inscrição : 13/11/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Neocatecumenato

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum